ÍNDICE ||  LIVRO CENTRAL | LIVRO ILEGÍVEL
MAIOR:  LIVRO CENTRALLIVRO ILEGÍVEL
Livro central
Texto em latim das duas primeiras páginas
O LIVRO CENTRAL

A primeira página do livro, proveniente do EVANGELHO DE S. JOĂO (14, 28-31) năo encontra no texto da segunda, proveniente do PREFÁCIO DA MISSA DO ESPÍRITO SANTO, uma sequência passível de existir num missal realista. Trata-se pois de um livro imaginário, onde páginas sucessivas indicam, não uma sequência trivial, mas sim a escolha de uma mensagem específica. A colocação dos dedos da figura que exibe o livro chama a atenção para as primeiras palavras ocultas: «Pater maior me est». No painel simétrico, a mesma figura central segura de novo o livro, agora fechado e envolto no seu pano protector, como que sugerindo um tempo posterior ao da decifração da mensagem.

Esta transcrição baseia-se na de Dagoberto Markl (1988) mas introduz diversas alterações sempre que elas nos parecem mais convincentes. Os fragmentos invisíveis das duas primeiras páginas estão indicados a vermelho. Note-se que não se trata de linhas realistas reproduzidas fielmente pelo pintor, mas sim de linhas imaginárias, com uma estrutura e quebras pouco usuais, que constituem em si mesmas um elemento mais da codificação da charada. A identificação dos trechos é todavia bastante segura dada a ocorrência repetida de séries de palavras reconhecíveis aproximadamente equidistantes no contexto das linhas imaginárias.

Note-se ainda que possíveis abreviaturas invisíveis não são obviamente aqui consideradas, daí podendo resultar uma extensão desequilibrada para algumas das linhas; e que algumas áreas são dificilmente decifráveis devido a possíveis pequenos retoques sem um entendimento prévio dos caracteres. Os parêntesis rectos indicam duas palavras do Prefácio que não são lidas nas missas votivas; os curvos explicitam abreviaturas ou palavras cortadas em fim de página.